Sobre

Terapia Online 

A terapia online destina-se a todas as pessoas que queiram caminhar no sentido de uma adaptação aos seus problemas e com isso obter um maior equilíbrio e bem-estar no seu dia-a-dia. Este tipo de consulta é especialmente indicada para emigrantes, estudantes portugueses ou falantes da língua portuguesa e pessoas com dificuldades na mobilidade até um consultório.

A Consulta Online tem o mesmo alcance que o acompanhamento presencial?

Vários estudos científicos corroboram a eficácia do acompanhamento psicológico online como semelhante ao obtido em consultas presenciais (para obter mais informações, consulte alguns links abaixo).

As vantagens da consulta online passam pela maior flexibilidade em questões como horários e localização geográfica, maior conveniência e menor stress antes e após a consulta (ex.: devido à ausência de deslocações, transportes). Algumas desvantagens passam pela menor percepção da linguagem corporal do cliente e da possibilidade de ser mais difícil para o cliente encontrar um sítio com privacidade onde possa falar abertamente sem ser ouvido por terceiros. 

      Para mais informações consulte os seguintes links:

Como funciona?

As sessões são realizadas através de Skype. Cada sessão de acompanhamento psicológico tem a duração de aproximadamente 1 hora. A duração do acompanhamento psicológico depende não só da questão trazida para consulta, mas também do desejo do cliente.

 

Para poder receber apoio online basta que tenha um computador, tablet ou telemóvel com boa câmara e microfone, internet e um local reservado onde se sinta seguro e à vontade durante cerca de uma hora. Para que a sessão funcione da maneira o mais rápido possível tranquila possível, recomendo que teste a câmara e microfone antes da sessão e que coloque a câmara ao nível do rosto poucos momentos antes de cada consulta.

Em que posso ajudá-lo/a:
A quem não se destina a Consulta Online de Psicologia:
  • Ansiedade, Stress, Pânico ou Fobias

  • Burnout

  • Tristeza, Depressão, Luto

  • Dificuldades familiares ou nas relações 

  • Dificuldades emocionais (e.g., baixa auto-estima)

  • Dificuldades comportamentais (e.g., Perturbação obsessiva-compulsiva)

  • Fases de transição de vida

  • Dificuldades no ajuste cultural

  • Auto-conhecimento, crescimento e  desenvolvimento pessoal

  • Perguntas e problemas relacionados com o trabalho

Existem certos casos em que não serei o profissional indicado para a ajuda que precisa. Muitas pessoas contactam e visitam mais de um profissional de saúde mental antes de encontrarem o profissional indicado. A decisão de consultar um Psicólogo envolve muita coragem, pelo que, e se identificar o seu caso como um dos descritos abaixo, espero que possa tentar novamente e procurar a ajuda que necessita. 

  • Este tipo de consulta não se destina a pessoas com menos de 18 anos.

  • A consulta Online não se destina a pessoas com intenções suicidas e/ou homicidas, doentes psicóticos e em situações de abuso sexual ou pedofilia. Se for o caso, por favor, contacte o seu Médico de Família/GP, ou Hospital, ou serviço de urgências mais próximo ou ligue para o 112.

  • Cuidados de emergência: não presto atendimento em caso de emergência. Em caso de emergência, ou se você ou o seu ente querido estiver a perder a noção da realidade ou a ter dificuldade em comunicar a um nível consciente, entre em contacto com seu Médico de Família/GP, ou Hospital, ou serviço de urgências mais próximo ou ligue para o 112.

Confidencialidade: Todo o trabalho psicológico realizado é orientado pelos princípios éticos, definidos e apresentados no Código Deontológico da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP). A saber, “os/as psicólogos/as têm a obrigação de assegurar a manutenção da privacidade e confidencialidade de toda a informação a respeito do seu cliente, obtida direta ou indiretamente, incluindo a existência da própria relação, e de conhecer as situações específicas em que a confidencialidade apresenta algumas limitações éticas ou legais.”

 

“A não manutenção da confidencialidade pode justificar-se sempre que se considere existir uma situação de perigo para o cliente ou para terceiros que possa ameaçar de uma forma grave a sua integridade física ou psíquica – perigo de vida, perigo de dano significativo, ou qualquer forma de maus-tratos a menores de idade ou adultos particularmente indefesos, em razão de idade, deficiência, doença ou outras condições de vulnerabilidade.”